O poder do verdadeiro arrependimento na construção de relacionamentos saudáveis

E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
Do pecado, porque não crêem em mim;
Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.
Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.
Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.

João 16:8-13

Quando olhamos para a trindade temos de forma bem definida a figura do Deus Pai e do filho Jesus, mas muitos tem uma dificuldade na compreensão do Espírito Santo. Alguns dizem que ele é uma força, outros dizem que ele é um vento, um fogo ou apenas um Poder. No entanto. vemos que todas essas figuras, são símbolos dEle, mas na verdade o Espírito Santo é uma pessoa. Que tem sentimentos, pode falar, que ouve e intercede pelos cristãos, ele tem um ministério, um propósito a ser executado sobre os homens.

Hoje vamos falar sobre uma as características do ministério Espírito Santo:

O Verdadeiro Arrependimento é gerado pelo Espírito Santo

Uma das consequências do pecado do homem é que o coração do homem se corrompeu por causa do pecado da queda de Adão. Toda a humanidade estava representada através do primeiro Adão e por causa do pecado de um homem, todos pecaram e destituídos foram da glória de Deus.

 Que concluiremos então? Estamos em posição de vantagem ? Não! Já demonstramos que tanto judeus quanto gentios estão debaixo do pecado. Como está escrito: “Não há nenhum justo, nem um sequer; não há ninguém que entenda, ninguém que busque a Deus. Todos se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer” . Romanos 3:9-12 NVI 

A lei de Moisés foi então instituída por Deus para revelar a dureza do coração do homem e o quanto ele havia se distanciado do padrão moral de Deus.

O homem não conseguia andar em retidão na antiga aliança, quando viviam sob a Lei. Mas Deus enviou o seu filho Jesus Cristo o segundo Adão que obedeceu onde o primeiro Adão pecou. E por meio da obediência de Cristo, aqueles que crêem em seu nome agora podem experimentar da vida eterna. Mas, no livro de Atos, capítulo 2, Deus soprou vida sobre eles e foram cheios do Espírito Santo. 

Por causa do pecado, tudo o que o homem tem dentro de si, é morte. Mas quando ele aceita Jesus como Senhor e salvador ele passa a ter a vida de Deus dentro. 

Quando olhamos o povo de Israel, vemos que eles rejeitaram a Cristo. O povo de Israel queria uma transformação no cenário político de Israel, mas Deus queria uma transformação interna na calamidade interior. 

Entenda que a transformação interior resulta em mudanças exteriores em todos os âmbitos da sociedade. 

O Avivamento que Tanto Buscamos vem do Verdadeiro Arrependimento

Tudo que Cristo fez foi para que o homem fosse reconciliado com Deus. Por isso, ele enviou o Espírito Santo para gerar convencimento no homem a respeito de sua obra.  

O propósito da vinda do Espírito Santo é gerar transformação no homem. 

Nós queremos os benefícios que o Espírito Santo pode nos conceder, mas, muitas vezes negligenciamos a sua obra em nós. O Espírito nos convence do pecado, nos mostra que apesar de não vermos Jesus com os olhos naturais, ele nos justificou. 

– E do juízo, porque o homem que não corresponde a obra de Cristo enfrentará juízo divino. 

Ex: constrangimento ao pecarmos.

 Não é atoa que a mensagem do ministério de João Batista era arrependam-se. Porque a base do avivamento é arrependimento.

 A ação do Espírito convence o homem pecado, no momento que o arrependimento é gerado a base do avivamento é estabelecida.

 Não existe avivamento sem arrependimento. Todos nós estávamos em Adão. Pois o arrependimento é a consternação pelo pecado que Adão cometeu no eden.

 E Pedro se levanta e diz arrependam se: Não existe avivamento sem arrependimento. João 16.7 

 Antes de Deus da mudança a casa precisa ser limpa. E ele nos lavou com o seu sangue. Não é o nosso arrependimento que produz purificação mas o sangue de Cristo. Mas ainda sim, precisamos nos arrepender pelos pecados que cometemos.

 Quantos desejam viver o a avivamento, arrependa se !! Leia V.37-47

Conclusão

O ministério do Espírito é gerar arrependimento, santidade, e testificar que somos filhos de Deus. O Espírito Santo nos mostra áreas que necessitamos de transformação. 

O espírito santo é o poder transformador de Deus em nossas vidas. Ele nos conduz pelo caminho da transformação. Ele trabalha em nós nos ensinando a sermos mais parecidos com Cristo. 

Quanto mais limpo, mais temos capacidade para discernir a voz de Deus. 

Eliza Martins
Sobre Eliza Martins

Eliza Martins é mineira de Belo Horizonte, apaixonada por Jesus e casada com Hugo Nascimento. É formada pelo Seminário Teológico Carisma Matriz - Belo Horizonte / MG. Servimos ao Senhor na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte.