Destinos Desconfortáveis: O Tratamento de Deus em Lugares que não Esperamos

Então Elias, o tisbita, dos moradores de Gileade, disse a Acabe: Vive o SENHOR Deus de Israel, perante cuja face estou, que nestes anos nem orvalho nem chuva haverá, senão segundo a minha palavra.
Depois veio a ele a palavra do Senhor, dizendo:
Retira-te daqui, e vai para o oriente, e esconde-te junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão.
E há de ser que beberás do ribeiro; e eu tenho ordenado aos corvos que ali te sustentem.
Foi, pois, e fez conforme a palavra do Senhor; porque foi, e habitou junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão.
E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã; como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro.
E sucedeu que, passados dias, o ribeiro se secou, porque não tinha havido chuva na terra.

Elias foi um profeta conhecido por ter realizado grandes feitos em nome do Senhor. Por meio de suas profecias desceu fogo do céu, choveu, tornou a viver o filho de uma viúva, e entre outros, ele foi arrebatado em uma carruagem de fogo, e ainda, teria aparecido junto a Moisés durante a transfiguração de Jesus. Elias viveu no tempo do reinado de Acabe, e sua história está relatada no livro de I Reis.

Chegamos aqui em uma das passagens marcantes da história do profeta:

Embora Elias estivesse no lugar de obediência e fosse um homem de Deus, ele foi perseguido. Entenda que nunca será confortável entregar uma palavra de juízo e muitas vezes a perseguição pode alcançar uma pessoa mesmo no lugar da obediência.

Nem sempre as direções que Deus nos dá são confortáveis. A nossa obediência diante das direções desconfortáveis, revela se queremos agradar a Deus ou ao nosso ego. A obediência, é uma marca de todo aquele que é guiado por Deus. 

Então, Deus direcionou o profeta a ir para o ribeiro de Querite e lá se esconder. O ribeiro de Querite não era um lugar onde as pessoas residiam ou de fácil sobrevivência: 

  • um lugar de escassez, 
  • um lugar de faltas de alimentos,
  • um lugar de extremos. 

Deus enviou o profeta para um lugar desconfortável no ápice do ministério. 

Hoje vamos falar sobre as características de um destino desconfortável: 

1. Um Lugar de Proteção

A direção de Deus era para que ele se escondesse, precisamos considerar que somente quem está sob, ataque, perseguição precisa se esconder. 

Entenda que nem sempre as direções te isentam das perseguições, mas muitas vezes ela garante proteção em meio a perseguição. Existem momentos em que Deus não te livra da perseguição, ele muda a sua região geográfica em meio a perseguição. 

Quando Deus te manda seguir um caminho ele libera anjos para te guardarem e te sustentarem.

Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.

Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.

Salmos 91.11-12

 

Quando Deus te dá uma direção ele não te deixa sozinho, ele dá ordem aos seus anjos para te proteger.

Nos lugares improváveis existe proteção, mas também provisão. 

2. Um Lugar de Provisão

E há de ser que beberás do ribeiro; e eu tenho ordenado aos corvos que ali te sustentem.
Foi, pois, e fez conforme a palavra do Senhor; porque foi, e habitou junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão.
E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã; como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro.

Em meio a uma região desértica Deus enviou corvos que trouxeram alimentos ao profeta.

No meio do teu deserto, do seu lugar improvável,  Deus enviará provisão de situações improváveis. 

É muito mais provável receber provisão onde todos estavam, mas Deus enviou no deserto. Pois no meio de um grande deserto está um grande milagre. 

Grandes milagres nascem em lugares de escassez.

Os maiores milagres de provisão Deus envia no deserto. 

Os lugares improváveis, são as plataformas perfeitas para os milagres de Deus. 

O destino era desconfortável, mas existem milagres que você só vive quando você tem coragem de ir para lugares improváveis e desconfortáveis.

3. Um Lugar de Dependência

Deus levou o profeta a uma região que ele precisaria depender totalmente dEle para sua sobrevivência. Não havia probabilidades dele permanecer ali,  afinal era uma região desértica. 

Preste atenção em algo:

Um lugar improvável e a forma que Deus usa para moldar o seu coração na dependência.

Quanto mais improvável mais você depende. 

Talvez você me pergunte: Eliza, porque Deus permite a perseguição, se tem anjos para guardarem e provisão para sustentar? Tudo isso não poderia acontecer no local que ele já estava?

A resposta é, sim poderia, mas o agir de Deus nunca é convencional.

Porque Deus usa a perseguição para afiar o seu servo na dependência. Antes de um novo nível em Deus, antes ele te leva para um novo nível de dependência dele.

 

Ele nunca havia ressuscitado ninguém, Deus o leva a um nível extremo de dependência, para que ele exercesse um nível grandioso de Fé no próximo nível. 

A sua dependência hoje só está te preparando para o próximo nível em Deus. 

Ele precisou de Fé para ir para o deserto e de esperança para sair dele. 

Deus não tem problema em enviar o seu povo o deserto.

Por exemplo: Jesus, antes do seu ministério foi para o deserto. João Batista, desenvolveu o seu ministério no deserto, pois entendeu que a presença não estava no templo, mas no deserto. 

Quando Deus e manda ir ao deserto, ele não espera seus questionamentos, as a sua obediência.

A sua obediência aos lugares desconfortáveis revelam quem é a sua proteção, provisão e direção. É melhor o deserto com a presença do que os palácios sem ela, pois com Deus no deserto, você tem proteção, provisão e direção. 

4. NÃO SE ACOMODE NO DESERTO!!!!!

E sucedeu que, passados dias, o ribeiro se secou, porque não tinha havido chuva na terra.

Houve um momento que o ribeiro secou, e agora? 

São os momentos que já obedecemos a direção de Deus, Deus tem provido mesmo no deserto, mas de uma hora para a outra a provisão deixa de vir, e questionamos a Deus o que está acontecendo? Será que Ele se esqueceu de nós?

Receber provisão é muito bom, mas o ideal é que você tenha para dar a muitos. Pr. Vinicius Zulato

Compreenda que quando o ribeiro seca, é porque chegou a hora de se mover de lugar!!

Quando o ribeiro secou a direção de Deus era para que ele se movesse do Ribeiro de Querite, pois no novo lugar ele seria provisão para a casa da viúva.

Deserto é o lugar onde você recebe as maiores provisões, mas quando Deus te tira dele, se prepare para ser provisão.  

Como sobreviver nesse novo lugar? O Espírito Santo que habita dentro de você e que te guia, um dos seus símbolos é a água. Ele te guia e te leva aos pastos verdejantes e junto aos ribeiros de água tranquilas.  

Ele é a sua provisão e por onde você for haverá provisão disponível para você.

Até agora ele recebeu provisão de Deus, mas a partir dali, Deus faria dele provisão para outros.  

Existe o tempo de receber respostas de Deus, mas existe o tempo que Deus te usa como resposta. 

Conclusão

Muitas vezes, Deus te leva ao deserto, levou Elias, levou o povo de Israel,  levou João Batista,  levou Jesus. 

Jesus certamente é o maior exemplo de obediência a um destino desconfortável:

  • Ele se entregou como sacrifício, para à remissão dos nossos pecados. 
  • Ele  se entregou à morte como unigênito, para se tornar primogênito.  
  • Ele se esvaziou da sua divindade, para preencher o vazio da humanidade. 
  • Ele se deixou ser pregado no madeiro, para eu e você não sermos pendurados lá. 
  • Ele morreu mas ao terceiro dia, mas ressuscitou para nos dar a vida eterna. 
  • Ele foi para o céu, mas em breve voltará para buscar sua noiva adornada. 

Entenda que deserto não é lugar de morada, mas de passagem. 

Um destino desconfortável, pode ser a estratégia de Deus para projetar para o próximo nível.

Com amor, Eliza Nascimento.

Eliza Martins
Sobre Eliza Martins

Eliza Martins é mineira de Belo Horizonte, apaixonada por Jesus e casada com Hugo Nascimento. É formada pelo Seminário Teológico Carisma Matriz - Belo Horizonte / MG. Servimos ao Senhor na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte.